Demorou, mas abrimos a porta!

Um desejo

Desde o início de 2017 tínhamos o desejo criar um grupo no facebook para oficinas gratuitas, dicas, troca de ideias – entre artesãs que fazem ou tem vontade de fazer brinquedos de pano e outras coisinhas afins…

Assim, faz quase um ano, planejamos isso. Em março de 2017, a A Marta, a Jud e eu, nos reunimos e criamos. No print abaixo, dá pra ver a data …

O grupo

E aí passou semana, passou mês, e como já falei aqui … nos envolvemos em muitas atividades e vimos que não daríamos conta naquele momento. Mas agora, sim, o grupo Brinquedos artesanais com panos e fios…e outras costurices, está aberto para receber vocês! É só clicar AQUI e pedir pra entrar.

O que vai ter no grupo?

A ideia é ter uma programação mensal, com peças a serem ensinadas, dicas importantes para a costura e confecção de brinquedos {bonecas de pano, bichos de pano, naninhas} e outras peças decorativas e lúdicas, pra aproveitar tudo que experimentamos aqui no atelier e o conhecimento da Marta e cia., e compartilhar com vocês. É um lugar, também, para quem compra cursos e apostilas nossas, poder tirar dúvidas e mostrar seus trabalhos!

Então, vem com a gente? Está tudo sendo preparado!!!

Clica aqui!

Um convite!

Novos projetos, mudanças de rumo, novas metas, não precisam acontecer somente no início de um novo ano. Como falei no post anterior, por aqui mesmo, fizemos uma mudança de rota no atelier, no meio do segundo semestre. Mas… início de ano parece propício para decisões e para a busca de novos projetos, né?

Ideias pra ti

Então, a gente quer te mostrar mais umas ideias, que podem incrementar teu negócio artesanal!

Se tu trabalhas com produtos infantis, essas ideias podem agregar de um jeito bacana aos teus produtos – ou até mesmo facilitar o que já fazes.

Lembra das estampas sonhos LudYx que mostrei no post anterior, para fazer naninhas? Pois é, usamos essas mesmas estampas desenhadas pela Sandra pra uma proposta de mini-naninhas. Ao invés de uma única naninha, são 7 brinquedos, que têm entre 9cm e 18cm de tamanho. A ideia é contar histórias na hora de dormir – e quando ela for maiorzinha, a partir de 6 meses, pode dormir com elas.

Eu tenho vendido muito como presente para recém-nascidos e faz aquele sucesso!!!

As crianças maiores, elas mesmas criam as histórias… e dormem com elas também ♥

Em setembro fomos para Orlando e New York. E aí, olha a fofura de livrinho que encontrei por lá, pra colocar junto com a coleção 🙂 lamentei não ter trazido mais deles!

Móbiles

E dá pra pegar as peças e montar móbiles, como este que a Marta fez… Não é fofo demais?

Como é a estampa? Como faz?

A estampa vem assim: num único pedaço de tecido, a estampa dos 7 brinquedos. Eles vêm com a marcação, pra ajudar na hora de costurar e cortar. O tecido é sintético, mas tem um toque delicioso e combina perfeitamente com tecido de algodão, que pode ser colocado no verso. É só costurar, encher e fechar! Prontos!

E o melhor: por apenas R$ 19,70, que é o preço de um pano estampado, podes fazer os 7 brinquedos!!!

Veja aqui os projetos possíveis!

Promessa não cumprida :(

O que fazer com uma promessa não-cumprida?

A gente olha pra frente, sem ficar lamentando, né? Pensa em novas metas e revisa o que estava impedindo cumprir as anteriores… Dá até pra tentar recuperar um pouco, mas o importante, é continuar o caminho!

Eu me prometi

manter o blog ativo em 2017… 🙁 não faltou assunto (nunca falta sobre o que falar num atelier, né?), mas faltou disciplina pra transformar em post o que aconteceu pelo atelier! Pra não frustrar expectativas, não vou prometer mais post para 2018, mas mais foco e disciplina, são propósitos nossos por aqui, sim!

Nos dois únicos post de 2017 falei da Casa Rosa – mas desde setembro decidimos voltar atrás, e sair dela. Não conseguimos conciliar tudo – e, em novembro, voltamos a focar somente no atelier em nossas casas. Foi um aprendizado bacana – as oficinas presenciais permitiram que Marta e Jud conhecessem muita gente querida e talentosa! Mas vimos que não dá pra fazer tudo. Assim, continuaremos, focadas na confecção dos brinquedos LudYx e nas oficinas online.

Então, pra recuperar um pouco, quero compartilhar, ainda, alguns dos acontecimentos marcantes de 2017 – e ideias pro teu negócio artesanal.

Atelier CRiações-LudYx na MegaArtesanal

Essa foi uma experiência beeeem legal! A convite da Lu Gastal, pudemos compartilhar com outras criativas o estande dela.

Para essa feira, criamos uma coleção de estampas com a qual dá pra fazer naninhas, mini-naninhas, almofadas, chaveiros, quadros, bolsas e muito mais. Quem nos ajudou a criar, foi a Sandra, do Bugstudium e a Tinta no Pano imprimiu. É uma estampa que permite várias possibilidades!

Você pode fazer naninhas, fácil, fácil!

Vou começar te mostrando as naninhas que dá pra fazer, de um jeito fácil, com resultado fofíssimo! É só costurar um tecido fofo no verso, encher, e … pronto!

Dá pra fazer coleções inteiras, para a decoração de quartos infantis ou para usar como naninhas, mesmo. O legal, é que fazendo direitinho, essas naninhas podem ser lavadas na máquina – o que é bem importante quando fazemos e vendemos para o uso das crianças!!!

A gente fez em 3 tamanhos diferentes (XG, GG e M). Assim, dá pra fazer trios de qualquer uma das estampas. O tamanho para uma naninha “normal” é o GG.

E essas nuvens, então? A nuvem anda em alta por aí…! Imagina uma coleção delas num berço?

Essas estampas são feitas sobre tecido sintético, que se compõe muito bem com o algodão. Elas vêm com a marcação para facilitar a costura e o corte:

Por aqui a gente usa tecidinhos coloridos no verso – que podem ser combinados com outras peças da decoração do quarto!

Essas estampas continuam disponíveis e, nesse final de ano a gente resolveu que, enquanto tiver estoque pronta-entrega, estarão com preços legais. Para fazer uma naninha tu vais gastar apenas R$ 9,90 na estampa {ou, se tu és nossa aluna, só R$ 5,00}. E em 30 min costuras e aprontas uma delas: isso, certamente, dá um bom negócio! Na LudYx a gente vende elas a partir de R$ 35,00

Então, que tal começar o ano com um novo projeto?

Veja aqui os projetos possíveis!

Por aqui a promessa é de continuar criando muita coisa legal para que tu possas fazer brinquedos e peças lúdicas. E, sim, prometo: vamos mostrar todas elas pra ti.

Pra [email protected] nós

Do virtual para o coletivo real!

O blog da Jud foi um dos primeiros que conheci, um dos primeiros que me encantou… acompanhei de pertinho. Dia desses, conseguimos desvirtualizar, aqui em casa, num encontro de bonequeiras.
Depois, estávamos próximas, pois ambas fazíamos brinquedos para a Horta de Algodão.
Jud faz muitas artes. Tem um atelier lindo… e é expert no crochê.
Dia desses, agora em outubro, Jud, Marta e eu fomos tomar um café… rolou muita conversa e nasceu o projeto dos amigurumi-LudYx.
Sim, uma coleção especialmente criada pela Jud, para a LudYx – pra combinar com os brinquedos LudYx: na escolha das peças, nas cores, na forma.
E os primeiros nasceram e já estão fazendo a festa!
E para lacrar a parceria, etiquetas especiais feitas pela Tinta no Pano: LudYx e Jud artes
E as fotos fofas, feitas pela Mel Tesche 🙂
E é assim, tipo brincando de roda, dando as mãos, que a gente vai aumentando esse sonho coletivo, dos brinquedos artesanais.
O brinquedo artesanal, feito com carinho, com paixão. Buscando formas justas de trabalho colaborativo. Contribuindo com brinquedos e brincadeiras que valorizam o manual, o único, o simples, o diferente.
Obrigada, Jud!
Que muitos amigurumis-LudYx-JudArtes, nasçam por aqui!

Quer conhecer os detalhes?
Olha aqui!

Empreender com brinquedos artesanais

Faz alguns dias a Aline Camila lançou o blog Ateliê Escola – uma proposta bacana, cheia de novidades para artesãos e empreendedores. Assim como o nosso E.Arte, o blog da Aline é mais um espaço para aprender continuamente.
E para a inauguração, convidou-me para escrever um artigo sobre brinquedos – e agora o trago para [email protected] do meu blog também.

Empreender com brinquedos artesanais: um convite para você!

Não é novidade para quem me acompanha aqui que no final de 2014, por vários motivos, resolvi começar a estruturar o negócio artesanal, como um projeto paralelo à minha vida profissional. Para isto, fiz opção por um foco: o brinquedo artesanal. Continuo gostando de fazer mais um monte de técnicas, mas foco é algo essencial quando vira negócio!
Em síntese, os motivos que me levaram a escolher esse foco foram:
·         eu tenho sobrinhos pequenos para os quais queria fazer, eu mesma, brinquedos diferentes;
·         eu estava há dois anos me encontrando com um grupo de bonequeiras e tomei gosto pela ideia;
·         uma amiga abriu uma loja física de artigos para bebês e me desafiou a pensar em brinquedos que tivessem relação com a proposta dela;
·         uma de minhas irmãs representa a Feira de Brinquedos da Alemanha, a Spielwarenmesse;
·         e minha outra irmã, junto comigo, sonhava em trabalhar com estamparia x tecido de algodão.
Juntando tudo isso, nasceu a marca de brinquedos LudYx, no atelier CRiações em família & cia. Também o brinquedo artesanal poderia ser de vários tipos e técnicas – decidi trabalhar com tecido. Além disso, queria desenvolver brinquedos próprios e que tenham uma pegada de brinquedo interativo e que desenvolvam a criatividade. E foi assim que comecei com os protótipos.
Desde o início aprendi muito a respeito de brinquedos artesanais.
Há questões que eu nem imaginava – e tantas outras que, certamente, ainda aprenderei!
E você? Tem motivos para gostar de brinquedos artesanais? Já pensou que esta pode ser uma opção?

Oportunidade: brinquedo artesanal tem mercado!

Quando escolhi fazer brinquedos eu tinha a sensação de que havia espaço para o brinquedo artesanal. E fui confirmando isso ao longo do tempo: é uma tendência!
Em janeiro desse ano pude visitar a Feira de Brinquedos de Nürnberg, na Alemanha. E lá eu confirmei essa hipótese. Havia lá um pavilhão de expositores novos e os desafios para a área do brinquedo em geral, e eu vi que isso tem relação com o brinquedo artesanal. Vi muitos brinquedos feitos de tecido, de crochê e de tricô.
No Brasil, vejo que há um bom grupo de artesãos que confeccionam brinquedos artesanais com tecido, principalmente fazendo bonecas e bichos de pano – mas há muito mais que pode ser feito.
Então… se o brinquedo é diferente, bem feito e se atende às normas de segurança, há muita oportunidade para empreender nessa área!
E quando a gente pensa em brinquedo artesanal, não significa ficar fora de outras formas de brincar – mas também de aproveitar essas formas para chamar e mobilizar para o artesanal. E com isso tive a ideia de ter um jogo digital, na forma de aplicativo, inspirado em nossos brinquedos. Convidei gente pra fazer isso e nasceu o Cubo LudYx. Saiba mais aqui: http://ludyx.com.br/app-cubo-ludyx/ 

Dicas sobre a confecção de um brinquedo: como fazer, custos, preço de venda

Recentemente comecei a elaborar apostilas sobre brinquedos e como fazer brinquedos. Minha ideia é que a gente possa espalhar essa ideia do brinquedo artesanal e, principalmente, agregar valor ao brinquedo artesanal.
Então, pensando na Páscoa, produzi e distribuí gratuitamente uma apostila de como fazer o coelho com estampas LudYx, da linha criar e pintar [veja aqui: http://bit.ly/apostila-coelho-estampa]. Houve artesãs que “se ligaram”, compraram nossas estampas e conseguiram ter um ganho bem legal nessa Páscoa.
Veja o exemplo da confecção de 1 coelho:
·         Custo do material [incluindo o correio para comprar a estampa]: R$ 5,52 por coelho
·         Preço sugestão de venda: entre  R$ 17,00 e 23,00

Gostou? Então veja como começar!

Se você achou interessante, fique atenta – você poderá fazer outros brinquedos com materiais e kits de outros brinquedos que lançaremos em breve!
Comece se inscrevendo em nossa lista e receba gratuitamente o guia “Brinquedo artesanal é coisa séria” – e fique por dentro de todas as novidades! Aqui: http://bit.ly/1RF6XCW

As estampas das matrioskas também estão disponíveis em nossa loja – confira, se anime e faça as suas!!!

Spielwarenmesse [Feira de Brinquedos]: o que eu vi, o que aprendi!

Um post para todos os criativos – artesãos, designers, arquitetos, profissionais da moda; para quem trabalha em qualquer setor que tenha interfaces com brinquedos; pra quem trabalha com crianças – e também para mães, pais, educadores, curiosos do tema…

****************

Na semana passada tive a oportunidade de estar na Spielwarenmesse – Feira de Brinquedos em Nürnberg, na Alemanha – que é o mais importante evento internacional desse setor. Minha irmã, da Berg Eventos e Negócios, que representa a Feira aqui no Brasil, me motivou e eu não titubeei.

Eu queria muito ir “um dia” – pensava que isso aconteceria quando já estivéssemos com a LudYx Brinquedos mais consolidada, maior… mas vi que este foi o melhor momento!

Trago um pouco (muito pouco, uma mini-síntese!!!!) de minhas impressões sobre o evento (como não é permitido fotografar, incluo fotos oficiais do evento – você pode ver mais aqui)

Ressalto que a percepção é de quem cria e confecciona brinquedos artesanais de tecido, na perspectiva da interatividade, da sustentabilidade e do desenvolvimento da criatividade. Também é a percepção de quem é mãe e tia. De quem brincou com a filha e brinca e faz brinquedos para os sobrinhos. De quem teve brinquedos para brincar quando criança. De quem aprendeu muito brincando, por que pai e mãe estimularam isto. Cada pessoa que vai à feira tem interesses e percepções diversas. Se você tem outros interesses, não deixe de navegar a partir daqui! E se algo aqui lhe interessar, certamente a Spielwarenmesse é um destino a colocar em sua lista de desejos!!

O que eu vi? O que eu aprendi?

A feira tem 12 pavilhões – alguns ainda tem um anexo. É muito grande, pois são mais de 2.700 expositores, de 60 países. Eu passei por todos os pavilhões nos 3 e 1/2 dias, mas fiquei 2 dias inteiros nos que me interessavam mais. Conversei com muitos dos expositores, conheci suas propostas e seus produtos. Troquei cartões de visita, ganhei flyers, prospectos, catálogos [em geral pedia apenas o cartão, pois assim já deu 6 kg de peso a mais na mala!].

Trend Gallery 2016

O pavilhão 3A é o das tendências, as mais importantes correntes no setor de brinquedos nos próximos anos, os brinquedos premiados, as startups inovadoras na área do brinquedo e os novos expositores!

Os grandes temas na organização da Trend Gallery foram Train your Brain, Everyday Hero e Design to Play.
São, portanto, três desafios para quem está no mundo dos brinquedos:
* considerar, na criação de brinquedos, que o cérebro usa os cinco (ou seis!?) sentidos para aprender – então, no brincar, há que se estimular por meio deles, pois se aprende pra vida brincando;
* desenvolver brinquedos / brincadeiras que levem a criança a sentir-se parte do mundo como sujeito, a aprender a cuidar, a interagir socialmente, aprender a ter responsabilidades, ter sonhos e objetivos; 

* integrar-se e buscar referências do design, da moda e da arquitetura são contribuições fundamentais para o desenvolvimento de novas possibilidades, usos e finalidades para o brinquedo.

Fantástico e inspirador!

E quer saber? Eu vi [já sabia, mas reforcei!] que o brinquedo artesanal está, mesmo, dentre as tendências. Os conceitos de interatividade e da sustentabilidade permeiam tudo que vi ali.
E isso tem a ver com a gente aqui e com muitos dos que acompanham o atelier Criações em família e cia. e a LudYx Brinquedos!!! Vi que a LudYx já acompanha algumas das tendências e isso é muito motivador!!!

Vi expositores [vários] com um único brinquedo, demonstrando que a questão é começar, é não esperar ser “grande” pra mostrar pro mundo.

Trend Gallery 2016 – Foto: Spielwarenmesse
Trend Gallery 2016 – Foto: Spielwarenmesse

Pra trazer apenas um exemplo, cito o Clip It – um “clips” de plástico reciclado para juntar tampinhas plásticas de qualquer tipo e tamanho: para brincar, ensinar e aprender! Saiba mais aqui.

Trend Gallery 2016 – Foto: Spielwarenmesse

Wooden toys and craftworks

Os brinquedos de madeira são encantadores e de uma variedade incrível. Aqui no Brasil temos empresas e empreendedores criativos que trabalham com brinquedos de madeira, mas é muito pouco quando comparado ao que se vê em outros países – e às possibilidades que vi neste pavilhão [3 e parte do 3A]. Não sei qual o motivo, mas está aí um nicho a ser ainda mais desenvolvido aqui.

O brinquedos artesanais confeccionados em madeira e tecido [costura, crochê, tricô], principalmente, tomaram meu maior tempo. Há expositores cujos brinquedos são feitos por grupos específicos de artesãos – com evidências da economia criativa, do trabalho valorizado e relações justas e, claro, espaço para muita criação!

Ah, vale ressaltar que somente brinquedos submetidos e aprovados por organismos de certificação necessária na produção de brinquedos, podem ser expostos na Spielwarenmesse [vale para outras feiras de brinquedo também]. Saiba mais aqui.

Também foi neste tema que encontrei muitos brinquedos para crianças com deficiência.
Uma outra tendência forte é o design para o brinquedo anti-stress, pensado para adultos – inclusive para o ambiente de trabalho.

Foto: Spielwarenmesse

Dolls, Soft toys

Não precisa dizer que o mundo das bonecas e dos bichos de pano é simplesmente encantador, né? O pavilhão 1 é a perdição das bonequeiras… Há espaço, portanto, para o brinquedo artesanal: de pano, de crochê, de tricô.
Aqui reencontrei o ursinho que ganhei na minha infância… pura emoção!!! 🙂

Foto: Spielwarenmesse

Baby and infant articles

Neste pavilhão [2 e parte do 1 e 3], além de brinquedos para bebês e crianças pequenas, há outros produtos relacionados, como mobília, carrinhos de bebê, acessórios e decoração, mas todos com o viés da estimulação e inovação e qualidade para o bem-estar.
De novo, há muitas possibilidades e interfaces com produtos artesanais!

Foto: Spielwarenmesse

Technical Toys, Educational Toys, Action Toys + School Articles, Stationery, Creative Design

Nesses grupos [pavilhões 4, 5 e 6 e parte do 4A], o que mais me interessa são os brinquedos educativos, e os materiais e kits para artesanato + faça você mesmo voltado para as crianças. Neste grupo também observei vários expositores com brinquedos fundamentados no conceito mais amplo da inclusão e também no desenvolvimento de crianças com deficiência.
Quando criança, ganhei muitos kits de presente, trazidos por meus avós paternos, meus pais, minhas tias. E, não tenho dúvida, isto me ensinou muitas habilidades, não só artesanais, mas aquelas necessárias ao aprendizado nas diferentes áreas.
Percebo que no Brasil, aos poucos há mais desses brinquedos, surgem lojas especializadas – mas ainda há muito a crescer. E me encanta, simplesmente. E por isso, sem dúvida, voltei ainda mais motivada para o desenvolvimento da LudYx e seu potencial para contribuir nesta área.
Foto: Spielwarenmesse
Espero ter deixado um gostinho do que foi a Feira de Brinquedos.
Fico à disposição para falar mais com você!!!
Eu trouxe na bagagem – além dessa pilha de material – muita inspiração, muita motivação para continuar neste mundo do brinquedo!

E a Débora, da Berg Eventos e Negócios, também fica à sua disposição, certamente! Foi um privilégio ser orientada por ela para o melhor aproveitamento da Feira!

Ah, e além da Feira, Nürnberg é linda! Mas isso é assunto para outro post!
A torre de um dos portais da cidade aparece no símbolo da feira, acima do cavalinho 🙂

Quer acompanhar novidades em brinquedos artesanais?
Clique na imagem ou aqui, inscreva-se e ganhe este livreto digital.